A construção de uma metodologia de atuação nos Arranjos Produtivos Locais (APLs) no estado do Ceará: um enfoque na formação e fortalecimento do capital social e da governança

Mônica Alves Amorim, Maria Vilma Coelho Moreira, Ana Silvia Rocha Ipiranga

Resumo


Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) constituem uma forma incipiente de organização mais sistêmicasdas pequenas empresas. O desenvolvimento do APL liga-se a sua transformação em uma estrutura mais complexacomo o Sistema Produtivo Local (SPLs), onde capital social e governança são determinantes para a expansão dainterdependência dos atores envolvidos. Esse trabalho visa estruturar uma tecnologia de mobilização dos atores, demodo a organizá-los em rede e desencadear um processo de mudança.

Palavras-chave


Arranjos Produtivos Locais; capital social; governança.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBAGLI, S.; BRITO, J. Arranjos Produtivos Locais: uma nova estratégia de ação para o SEBRAE – Glossário de Arranjos Produtivos Locais. Rede Sist, 2002.

AMARAL FILHO, J. do. A endogeinização no desenvolvimento econômico regional. ENCONTRO NACIONAL DA ANPEC, 27., dezembro 1999, Belém- PA. Anais... Belém, 1999. p. 1281-1300.

AUDRETSCH, D. B. Agglomeration and the location of innovative activity. Oxford Review of Economic Policy 14: 2,Verão 1998.

BAPTISTA, Creomar. Distritos flexiveis e desenvolvimento endógeno: uma abordagem “marshalliana”. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2003.

BRITTO, Jorge; ALBUQUERQUE, Eduardo da Motta. Características estruturais de Clusters Industriais na economia brasileira: uma análise inter-setorial. Disponível em: . Acesso em: 22 jan. 2003.

CASSIOLATO, J.E.; SZAPIRO, Marina. Proposição de políticas para a promoção de sistemas produtivos locais de micro, pequenas e médias empresas - arranjos e sistemas produtivos locais no Brasil. Rio de Janeiro: Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - IE/UFRJ, 2002.

KRUGMAN, P. What´s new about the new economic geography? Oxford Review of Economic Policy 14: 2, Verão 1998.

LE BORGNE, D. La politique industrielle regionale en Italie. Paris: Ministère de l’industrie et de l’Aménagement du Territoire/CEPREMAP, 1991.

MARSHALL, Alfred. Princípios de economia. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

PORTER, M. E. Clusters and the new economics of competition. Harvard Business Review, nov./dez. 1998. SCHMITZ, Hubert. Collective efficiency: growth path for small-scale industry. Brighton: IDS, 1994.

SCHMITZ, Hubert; NADVI, Khalid. Clustering and Industrialization: Introduction. World Development, v. 27, n. 9, p. 1503-1514, 1999.

SCOTT, A. The geographic foundations of industrial performance. In: CHANDLER Jr., A.; HAGSTROM, P.;

SOLVELL, O. (eds.). The dynamic firm – the role of technology, organization and regions. Oxford: Oxford University Press, 1998. Chapter 16.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/interacoes.v6i10.526

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-042X (versão online)
ISSN 1518-7012 (versão impressa, até v. 16, n. 1, jan./jun. 2015)