Cooperação, Interação e Aprendizagem no Arranjo Produtivo Local de Equipamentos e Implementos Agrícolas do Paraná

  • Antonio Iacono
  • Marcelo Seido Nagano
Palavras-chave: Arranjos produtivos locais. Cooperação e interação. Aprendizagem.

Resumo

resente artigo tem como propósito apresentar uma análise sobre as relações de cooperação, interação eaprendizagem entre os diversos tipos de atores conformados em um Arranjo Produtivo Local. Para tal, são investigadosos fatores inibidores e motivacionais dessas relações e as principais fontes internas e externas de conhecimento parao aprendizado. As evidências empíricas demonstram que as relações de cooperação e as interações para o aprendizadosão afetadas por fatores organizacionais fortemente relacionados às questões de infraestrutura e gestão das empresas.

Referências

AMATO NETO, J. Redes de cooperação produtiva e clusters regionais: oportunidades para as pequenas e médias empresas. São Paulo: Atlas, 2000.

______. Gestão de sistemas locais de produção e inovação (Clusters/APLs): um modelo de referência. São Paulo: Atlas, 2009.

ARROW, K. J. The Economic implications of learningby- doing. Review of Economic Studies, London, v. 29, n. 3, p. 155-73, 1962.

BRESCHI, S.; MALERBA, F. The Geography of innovation and economic clustering: some introductory notes. Industrial and Corporate Change, Oxford, v. 10, n. 4, p. 817-33, 2001.

BRITTO, J. Cooperação tecnológica e aprendizado coletivo em redes de firmas: sistematização de conceitos e evidências empíricas. ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 29. Anais... Salvador, 2001.

CAMAGNI, R. Inter-firm industrial networks: the costs and benefits of cooperative behaviour. Journal of Industrry Studies, v. 1, n. 1, p. 1-16, 1993.

CASSIOLATO, J. E. Interação, aprendizado e cooperação tecnológica. Serie Contribuciones – Red Iberoamericana de Indicadores de Ciencia y Tecnologia – RICYT, 2004. GARCIA, R.; MOTTA, F. G.; AMATO NETO, J. Uma análise das características da estrutura de governança em sistemas locais de produção e suas relações com a cadeia global. Gestão e Produção, v. 11, n. 3, p. 343-354, set./dez. 2004.

GARCIA, R. Economias externas e vantagens competitivas dos produtores em sistemas locais de produção: as visões de Marshall, Krugman e Porter. Ensaios FEE, v. 27, n. 2, p. 301-324, 2006.

LA ROVERE, R. L. Estratégias competitivas em sistemas de micro, pequenas e médias empresas: a importância da gestão de informações. In: LASTRES, H. M. M.; CASSIOLATO, J. E.; MACIEL, M. L. (Orgs.). Pequena empresa: cooperação e desenvolvimento local. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

LUNDVALL, B. A. Innovation as an interactive process: from user-production interaction to national system of innovation. In: DOSI, G. et al. Technical change and economic theory. London: Pinter, 1988.

MARSHALL, A. Princípios de economia. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

MEYER-STAMER, J. Clustering and the Creation of an Innovation-Oriented Environment for Industrial Competitiveness: Beware of Overly Optimistic Expectations. International Small Business Journal, v. 20, n. 3, 2002.

NADVI, K. Collective efficiency and collective failure: the response of the sialkot surgical instrument cluster to global quality pressures. World Development, Oxford, v. 27, n. 9, p. 1605-1626, 1999.

ROSENBERG, N. Learning by using. In: ______. Inside the black box: technology and economics. Cambridge: Cambridge University Press, 1982.

SCHERMERHORN JR., J. R. Inter-firm cooperation as a resource for small business development. Journal of Small Business Management, Milwankee, v. 18, n. 2, p. 48-54, 1980.

SCHMITZ, H. Collective efficiency: Growth path for small-scale industry. Journal of Development Studies, v. 31, n. 4, p. 529-566, 1995.

______. Collective efficiency and increasing returns. Cambridge Journal of Economics, v. 23, n. 4, p. 465-483, 1999.

SUZIGAN, W.; FURTADO, J.; GARCIA, R.; SAMPAIO, S. Clusters ou sistemas locais de produção: mapeamento, tipologia e sugestões políticas. Revista de Economia Política, v. 24, n. 4, p. 543-562, 2004.

SILVA, G. S. Geração e difusão de conhecimento em sistemas locais de produção. 2006. 252p. Tese (Doutorado) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

Publicado
2016-02-15