Argumentações acerca de questões técnico-científicas: disputas, valores e ideais de mundo

Luciana da Silva Peixoto Perry, France Maria Gontijo Coelho

Resumo


Este artigo discute questões relativas aos processos argumentativos que envolvem debates de opiniões naesfera pública, com especial atenção aos debates travados em torno de assuntos relacionados com ciência e tecnologia.Os conceitos tratados apresentam-se como proposta de fundamentação para as práticas de Extensão Rural e outrasformas de interação social mediadas pela Ciência e Tecnologia.

Palavras-chave


Argumentação. Linguagem. Ética discursiva.

Texto completo:

PDF

Referências


Karl-Otto. Transformação da Filosofia II. São Paulo: Loyola, 2000.

AUSTIN, J. L. Quando dizer é fazer: palavras e ação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Trad. Antônio Carvalho. 16.ed. São Paulo/Rio de Janeiro: Ediouro, s/d. (Clássicos de Bolso)

BRETON, Philippe. A argumentação na comunicação. Trad. Viviane Ribeiro. 2.ed. Bauru: Edusc, 2003.

CITELLI, Adilson. Linguagem e persuasão. 10.ed. São Paulo: Ática, 1995. (Série Princípios) COOK, Guy; PIERI, Elisa; ROBBINS, Peter. The Scientists think and the public feels’: expert perceptions of the discourse of GM Food. Discourse & Society, Londres, v. 15, n. 4, p. 433-49, July 2004.

DUMONT, Luis. O individualismo: uma perspectiva antropológica da ideologia moderna. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

ESTEVES, João Pissarra. A persuasão na ordem da interação: paixão e mistérios do quotidiano na sociologia de Erwving Goffman. Revista Comunicação e Linguagens, Lisboa, n. 14, p. 55-68, Dez 1991.

FIGUEIREDO, Vilma. Produção social da tecnologia. São Paulo: Editora Pedagógica Universitária, 1989. (Temas Básicos da Sociologia e Ciência Política)

FIORIN, J. Luís. As astúcias da enunciação – as categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Ática, 1996. (Ensaios 144)

______. Linguagem e ideologia. 2. ed. São Paulo: Ática, 1995.

FREITAG, Bárbara. Itinerários de Antígona: a questão da moralidade. Campinas: Papirus, 1992.

GODBOUT, Jacques T. O espírito da dádiva. Rio de Janeiro: FGV, 1999.

HABERMAS, Jürgen. Consciência moral e agir comunicativo. Trad. Guido A. Almeida. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

______. Verdade e justificação: ensaios filosóficos. Trad. Milton Camargo Mota. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

KNORR-CETINA, Karin D. Scientific Communities or transepistemic arenas of research? A critique of quaseeconomic models of science. Social Studies of Science, London/Beverly Hills, v. 12, p.101-30, 1982.

KOCH, Ingedore Villaça. Argumentação e linguagem. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1993.

______. A Inter-ação pela linguagem. 8. Ed. São Paulo: Contexto, 2003.

LASSANCE, A . E. Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundação Banco do Brasil, 2004.

LIANZA, Sidney; ADOR, Felipe. Tecnologia e desenvolvimento social e solidário. Porto Alegre: UFRGS, 2005.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. São Paulo: Busca Vida, 1987.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva: forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. Sociologia e Antropologia, São Paulo, v. II, p. 37-184, 1974.

MAINGUENEAU, Dominique. Termos-chave da análise do discurso. Trad. Márcio V. Barbosa e Ma.Emília A.T. Lima. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2000.

MARCUSE, Herbert. A ideologia da sociedade industrial: o homem unidimensional. 6. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1986.

MOSCOVICI, Serge; DOISE, Willem. Dissensões e consenso: uma teoria geral das decisões coletivas. Lisboa: Horizonte Psicologia. 2001.

ORLANDI, E. Discurso e leitura. São Paulo: Ed. UNICAMP: Cortez, 1988.

PARRET, Herman. Os argumentos do sedutor. Revista Comunicação e linguagens, Lisboa, n. 14. p. 9- 22. Dez. 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/interações.v11i2.360

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)