A etnobotânica e as plantas medicinais na Comunidade Sucuri, Cuiabá, MT, Brasil

Karina Gondolo Gonçalves, Maria Corette Pasa

Resumo


Objetivou-se investigar e analisar sistematicamente o conhecimento empírico dos moradores da Comunidade Sucuri em Cuiabá, MT, sobre a utilização dos recursos vegetais, ressaltando a finalidade e suas formas de usos. A pesquisa qualitativa e quantitativa utilizou o Pré-teste, Observação direta, Turnê guiada, Entrevistas, Frequências absoluta e relativa. Identificou-se 201 espécies vegetais em 36 quintais visitados. Foram citadas também 54 espécies medicinais retiradas da flora local.


Palavras-chave


Saber local. Recursos vegetais. Categorias de uso.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Suzanne Estéfanie; PASA, Maria Corette; GUARIM, Vera Lucia Monteiro Santos (in memoriam). Uso da biodiversidade em quintais de comunidades tradicionais da Baía de Chacorore, Barão de Melgaço, Mato Grosso, Brasil. Biodiversidade, v. 13, n. 1, p. 141-155, 2014.

AMOROZO, Maria Christina Mello. A abordagem etnobotânica na pesquisa de plantas medicinais. In: DI STASI, L. C. (Org.). Plantas medicinais: arte e ciência, um guia de estudo interdisciplinar. São Paulo: EDUSP, 1996. p. 47-68.

______. Os quintais – funções, importância e futuro. In: GUARIN NETO, Germano; CARNIELLO, Maria Antônia (Org.). Quintais mato grossenses: espaços de conservação e reprodução de saberes. Cárceres, MT: Editora Unemat, 2008.

ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP - APG III. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III. Botanical Journal of the Linnean Society, 161: 105-121, 2009. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x/epdf>. Acesso em: 7 jan. 2015.

CABALLERO, Javier. La etnobotânica. In: BARRER, A. (Ed.). La etnobotânica: tres puntos de vista y uma perspectiva. Xalapa: Instituto de Investigación sobre Recursos Bióticos, 1979. p. 27-30.

COSTA, Gilmar da; SILVA, Patrícia Sanches da. Tratamento bioenergético: estudo etnofarmacológico de plantas medicinais da Pastoral da Saúde Alternativa de Cotriguaçú, MT. Biodiversidade, v. 13, n. 1, p. 115-124, 2014. Disponível em: <http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/biodiversidade/article/view/1544/1214>. Acesso em: 7 fev. 2015.

DE DAVI, Margô; PASA, Maria Corette. As plantas medicinais e a etnobotânica em Várzea Grande, MT, Brasil. Interações, Campo Grande, MS, v. 16, n. 1, p. 97-108, jan./jun. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Censo Demográfico. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: <http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?uf=51&dados=6>. Acesso em: 17 mar. 2015.

JOHNSON, Martha C. Lore-Capturing Traditional Environmental Knowledge. Ottawa, CA: Diane Publishing, 1992. 190p.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 10. ed. São Paulo: Hucitec, 2007.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE - OMS. CID - 10: Classificação Estatística Internacional de doenças e problemas relacionados à saúde. 10. ed. São Paulo: EDUSP, 2000. 354p.

PASA, Maria Corette. Etnobiologia de uma comunidade ribeirinha no alto da bacia do rio Aricá-Açú, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. 2004. 174f. Tese (Doutorado em Ciências) – Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP.

______. Um olhar etnobotânico sobre as comunidades do Bambá, Cuiabá, MT. Cuiabá, MT: Entrelinhas, 2007.

______. Abordagem etnobotânica na Comunidade de Conceição-Açú, Mato Grosso, Brasil. Polibotânica, México, v. 31, p. 169-197, 2011.

SIVIERO, Amauri; DELUNARDO, Thiago Andrés; HAVERROTH, Moacir; OLIVEIRA, Luis Claudio de; ROMAN, André Luis Cote; MENDONÇA, Ângela Maria da Silva. Plantas ornamentais em quintais urbanos de Rio Branco, Brasil. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum., Belém, v. 9, n. 3, p. 797-813, set./dez. 2014. Disponível em: <http://www.museu-goeldi.br/editora/bh/artigos/chv9n3_2014/plantas%28siviero%29.pdf>. Acesso em: 9 mar. 2015.

WORLD HEALTH ORGANIZATION – WHO. Who handbook for reporting results for cancer treatment. Geneva: World Health Organization, 1979.

 




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/interações.v16i2.63

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-042X (versão online)
ISSN 1518-7012 (versão impressa, até v. 16, n. 1, jan./jun. 2015)