Crédito e conservação ambiental no extrativismo da carnaúba (Copernicia prunifera (Mill.) H. E. Moore) no nordeste brasileiro no período de 2007 a 2012

Vera Lúcia dos Santos Costa, Jaíra Maria Alcobaça Gomes

Resumo


A carnaúba (Copernicia prunifera (Mill.) H. E. Moore) tem prestado importante contribuição à economia nordestina, além de desempenhar funções ambientais para o equilíbrio ecológico. Este trabalho faz um panorama do crédito ofertado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e pelo Banco do Brasil (BB) para o setor da carnaúba no Nordeste, analisando o montante de recursos e de contratações no período de 2007 a 2012 e a aplicação deles em cumprimento às determinações da Lei n. 7827 de 27 de setembro de 1989 e do Protocolo Verde.


Palavras-chave


Financiamento. Crédito responsável. Extrativismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. F.; SILVA, A. M. A. da; RESENDE, G. M. Uma análise dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Nordeste (FNE), Norte (FNO) e Centro-Oeste (FCO). Brasília: IPEA, ago. 2006. (Texto para discussão nº 1206).

ALVES, M. O.; COÊLHO, J. D. Extrativismo da carnaúba: relações de produção, tecnologias e mercados. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2008. 214 p. (Série Documentos do ETENE, 20).

BANCO DO BRASIL (BB). Crédito rural - safras 2008/09-2011/12. Ofício SUPER-PI/DS - 145/2013. Banco do Brasil, 2013.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Anuário estatístico. Disponível em: <www.bcb.gov.br>. Acesso em: 11 mar. 2013.

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL (BNB). FNE 2011: Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste - Programação Regional. Fortaleza: BNB, 2011.

______. Número de contratações e valor do financiamento da cadeia produtiva da cera de carnaúba. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por <eco.vera09@gmail.com> em 15 abr. 2013.

BARBOSA, H. F. Análise do direcionamento dos recursos dos fundos constitucionais – um estudo do FCO, FNO e FNE. set. 2005. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG.

BRASIL. Lei nº 7.827, de 27 de setembro de 1989. Câmara dos Deputados: Centro de Documentação e Informação. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br>. Acesso em: 11 mar. 2013.

______. Lei nº. 10.117, de 12 de janeiro de 2001. Presidência da República. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/>. Acesso em: 11 mar. 2013.

______. Agenda 21 brasileira: ações prioritárias. Comissão de políticas de desenvolvimento sustentável e da Agenda 21 nacional. 2. ed. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. 158p.

______. Lei Complementar nº 125, de 3 de janeiro de 2007. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 4 dez. 2007. Seção 1, p. 3.

CARVALHO, J. N. F. de; GOMES, J. M. A. Pobreza, emprego e renda na economia da carnaúba. Revista Econômica do Nordeste, v. 40, n. 02, p. 361-378, 2009.

COUTO, R. C. do. Crédito e Serviços ambientais. SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE POLÍTICAS PÚBLICAS E FINANCIAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO AGROFLORESTAL NO BRASIL. Anais.... Brasília: Rede Brasileira Agroflorestal - REBRAF, ago. 2004.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS (FEBRABAN). Bancos e desenvolvimento sustentável. FEBRABAN, apresentação. jul. 2011.

FREITAS, J. C. P de. O negócio do agronegócio familiar. HECTA - desenvolvimento empresarial nos agronegócios. 2008. Disponível em: <http://www.portaldoagronegocio.com.br>. Acesso em: 5 jun. 2013.

GIL, A. C. Técnicas de pesquisa em economia. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1990.

GOMES, J. M. A.; CERQUEIRA, E. B.; CARVALHO, J. N. F. de. Custos e benefícios da preservação dos carnaubais nativos nordestinos. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 47., 2009, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, 2009. p. 1-20.

IPEADATA. Dados macroeconômicos: IGP-DI. Disponível em: <www.ipeadata.com.br>. Acesso em: 25 fev. 2013.

JAYME JÚNIOR, F. G.; CROCCO, M. Política fiscal, disponibilidade de crédito e financiamento de políticas regionais no Brasil. ANPEC, 2005. Disponível em: <http://www.anpec.org.br/encontro2005/artigos/A05A123.pdf>. Acesso em: 18 fev. 2013.

LEITMAN, P. et al. Arecaceae in Lista de espécies da flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. [s.d.]. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB53>. Acesso em: 6 set. 2013.

LORENZI, H. et al. Flora brasileira – Arecaceae (palmeiras). Nova Odessa, SP: Plantarum, 2010. 384 p.

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL (MIN). Fundos Constitucionais de Financiamento 20 anos: desempenho operacional. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2009.

OLIVEIRA, H. C. de. Desigualdade regional e os fundos constitucionais de financiamento no Brasil. 2005. 108f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG.

RABELO, M. S.; LIMA, P. V. P. S. A eficiência da inserção da variável ambiental nas instituições financeiras públicas e privadas perante o Protocolo Verde e os Princípios do Equador. Revista Eletrônica do Prodema, v. 3, n. 1, p. 7-22, 2009.

RESURREIÇÃO, M. G. Da co-responsabilidade civil dos bancos por danos ambientais. Revista Jus Navigandi, ano 11, n. 1228, p. 1-18, 11 nov. 2005.

RIZZINI, C. T. Tratado de fitogeografia do Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural, 1997.

SANTOS, K. B.; NASCIMENTO, M. F. V.; GOMES, J. M. A.; SILVA, M. S. Os custos de produção, rentabilidade e lucratividade do pó e da cera de carnaúba. In: GOMES, J. M. A.; SANTOS, K. B.; SILVA, M. S. da. (Org.). Cadeia produtiva da cera de carnaúba: diagnóstico e cenários. Teresina: EDUFPI, 2006. Cap. 7, p. 99-118.

SECRETARIA DE COMERCIO EXTERIOR (SECEX). Balança comercial: unidades da federação. Disponível em: <www.mdic.gov.br>. Acesso em: 25 de fev. 2013.

SCHLISCHKA, H. E.; REIS, S. G.; RIBEIRO, M. S.; REZENDE, A. J. Crédito ambiental: análise para concessão de crédito sob a ótica da responsabilidade socioambiental. BASE – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, p. 37-48, jan./abr. 2009.

SILVA, M. de C. e. Crédito bancário e desenvolvimento sustentável nas instituições financeiras brasileiras. dez. 2011. 145f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília, Brasília, DF.

TOSINI, M. de F. C.; VENTURA, E. C. F.; CUOCO, L. G. A. Políticas de responsabilidade socioambiental nos bancos: indutoras do desenvolvimento sustentável? Revista da Procuradoria Geral do Banco Central, v. 2, n. 2, p. 55-84, dez. 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/1518-70122016101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)