Degradação de reservas florestais particulares e Desenvolvimento Sustentável em Mato Grosso do Sul

Reginaldo Brito da Costa, Ayr Trevisanelli Salles, Heloiza Helena Silva de Moura

Resumo


No presente trabalho, analisam-se dados referentes às Reservas Florestais Particulares no Estado de MatoGrosso do Sul, assim como o processo contínuo de fragmentação de áreas com remanescentes arbóreos. Nesse processo,com a introdução de conceitos e práticas inadequadas às condições e à cultura das comunidades locais, transformaçõesdrásticas afetam a população e pressionam os ecossistemas envolvidos. Nesse contexto, apontam-se caminhosalternativos de desenvolvimento sustentável nos municípios com reservas florestais excessivamente alteradas.

Palavras-chave


Reservas florestais; áreas degradadas; desenvolvimento sustentável

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, A. V.; SILVA, A. M.; MORAES, M. L. T. et al. Implantação de espécies nativas para recuperação de áreas degradadas em região do cerrado. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 4., 2000, Anais..., Blumenau: SOBRADE, 2000. 1 CD-ROM. Ministério do Meio Ambiente. Recursos hídricos da Amazônia legal, 1998. Disponível em: Acesso em: 25 jul. 2000. Brundtland Commission. World Commission on Environment and Development: our common future. New York: Oxford University Press, 1987

COSTA, R. B.; ARUDA, E. J.; OLIVEIRA, L. C. S. Sistemas agrossilvipastoris como alternativa sustentável para a agricultura familiar. Interações, v. 3, n. 5, set. 2002.

GOEDERT, J. W.; LOBATO, E.; WAGNER, E. In: SIMPÓSIO SOBRE O CERRADO: POTENCIAL AGRÍCOLA DA REGIÃO AGRÍCOLA DOS CERRADOS BRASILEIROS, 6, 1980. Anais... Brasília: Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 15, n. 1, p. 3-4, 1980.

GOODLAND, R.; FERRI, G. M. Ecologia do cerrado. Belo Horizonte: Itatiaia / São Paulo: EDUSP, 1979.

HOEFLICH, A. V.; CRUZ, R. E.; PEREIRA, J.; DUQUE, F. E.; TOLLINI, H. In: SIMPÓSIO SOBRE O CERRADO: BASES PARA UTILIZAÇÃO AGROPECUÁRIA, 4, 1997. Anais... Mário G. Ferri (coord.). Belo Horizonte: Itatiaia/São Paulo: EDUSP, 1997.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Anuário Estatístico do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 1999.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estado de Mato Grosso do Sul: Atlas Multirreferencial. Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Brasília: IBGE, 1990.

NOVAES, W.; RIBAS, O.; NOVAES, P. C. Agenda 21 brasileira: bases para discussão. Comissão de políticas de desenvolvimento sustentável e da agenda 21 nacional. Brasília: MMA/PNUD, 2000.

ODÁLIA-RIMOLI, A.; ARRUDA, E. J.; RIMOLI, J.; BUENO, N. R.; COSTA, R. B. Biodiversidade, biotecnologia e conservação genética em desenvolvimento local. Interações, v. 1, n. 1, p. 24-25, set. 2000.

PEREIRA-NORONHA, M. R.; STEC, A. P.; QUINTO, A. D. C.; SOUZA, P. B.; OLIVEIRA, T. M. Análise do processo de regeneração do cerrado em duas áreas: pastagem abandonada e pastagem reflorestada. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 4., 2000, Anais... Blumenau: SOBRADE, 2000. 1 CD- ROM.

POTT, A; POTT, J. V. Espécies de fragmentos florestais em Mato Grosso do Sul. In: COSTA, Reginaldo Brito da (Org.). Fragmentação florestal e alternativas de Desenvolvimento Rural n a Região Centro-Oeste. Campo Grande: UCDB, 2003.

REZENDE, V. A. Importância das matas de galeria: m anutenção e recuperação. In:

RIBEIRO, José F. (ed.). Cerrado: matas de galeria. Planaltina: EMBRAPA-CPAC, 1998. p. 3-7.

RIBEIRO, João; LIMA, Luís Carlos (coords.). Campanha de valorização das reservas legais e matas ciliares: como usar, sem destruir, as reservas legais e matas ciliares. Porto Velho: Ecoporé/WWF-Brasil, 2001.

SEPLAN. Macrozoneamento Geoambiental do Estado de Mato Grosso do Sul. Campo Grande: Secretaria Estadual de Planejamento, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/interações.v4i7.539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)