Turismo como instrumento dinamizador do Corredor Rodoviário Bioceânico

João Carlos Parkinson de Castro

Resumo


O turismo possui grande potencial para acelerar o crescimento econômico através do Corredor Rodoviário Bioceânico, que conectará o Atlântico ao Pacífico cruzando Brasil, Paraguai, Argentina e Chile, desde Porto Murtinho, no Centro Oeste do Brasil, até Antofagasta, no norte do Chile. Com boa gestão e a governança apropriada, o turismo pode gerar empregos de qualidade e reduzir a pobreza, bem como criar incentivos para a proteção ambiental. A promoção do turismo ao longo do Corredor Rodoviário também pode ser um instrumento para uma transição gradual em direção a uma economia mais inclusiva, resiliente e sustentável. As mudanças esperadas, no entanto, dependem não apenas da instalação de uma infraestrutura moderna. O sucesso estará condicionado ao desenvolvimento de parcerias público-privadas, envolvendo os diversos atores interessados, à integração de empresas do setor de turismo a empresas de outros setores ao longo da cadeia de valor, à melhoria da produção de estatísticas e análises setoriais, bem como à educação e treinamento vocacional, com o apoio das universidades locais. Os tomadores de decisão precisam entender que resultados positivos serão mais facilmente atingidos se todos os países unirem esforços e garantirem o uso sustentável dos ecossistemas. Por fim, apesar das atuais restrições orçamentárias, é possível avançar explorando mecanismos de financiamento inovadores e garantindo o uso efetivo das capacidades das universidades e do setor privado.


Palavras-chave


corredor bioceânico; turismo; inovações.

Texto completo:

PDF

Referências


ORGANISATION FOR ECONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMEN (OECD). OECD tourism trends and policies. Paris: OECD Publishing, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1787/tour-2018-en. Acesso em: 3 jan. 2019

WORLD TOURISM ORGANIZATION (UNWTO). Tourism and the sustainable development goals – journey to 2030. Madrid: UNTWO, 2017a.

WORLD TOURISM ORGANIZATION (UNWTO). World Tourism Organization compendium of tourism statistics. Data 2011-2015. Madrid: UNTWO, 2017b.

WORLD BANK GROUP. Global investment promotion best practices: winning tourism investment. Washington, DC: World Bank, 2013. Disponível em: https://openknowledge.worldbank.org/handle/10986/20766. Acesso em: 3 jan. 2019




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/inter.v20iespecial.2419

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)