Migração e reestruturação do mercado de trabalho: o caso da BR-163 no estado do Mato Grosso

Carla Craice da Silva, Felipe Ferraz Vazquez

Resumo


O presente trabalho busca refletir sobre a reconfiguração do trabalho agrícola, realizada sob a coordenação das empresas transnacionais, e suas repercussões nos fluxos migratórios. Para a análise, selecionou-se a região da BR-163 em Mato Grosso, que, por um lado, apresentou crescimento expressivo da produção agropecuária e forte presença dessas empresas após 2000 e, por outro lado, registrou um intenso crescimento populacional nos últimos trinta anos. Evidenciou-se, através da análise, que os desdobramentos da cadeia produtiva do agronegócio se associam a fluxos migratórios específicos.

Palavras-chave


população; mercado de trabalho; agronegócio; agroindústria.

Texto completo:

PDF

Referências


ARACRI, L. A. dos S. Sistemas de produção agrícola e meio técnico-científico-informacional: a difusão da agricultura de precisão e a modernização do espaço agrário em Mato Grosso. 2010. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

ARRUDA, Z. A. Onde esta o agro deste negócio? Transformações socioespaciais em Mato Grosso decorrentes do agronegócio. 2007. Tese (Doutorado em Ciências) –Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2007.

BECKER, B. K. Reflexões sobre a geopolítica e a logística da soja na Amazônia. In: COSTA, W. M.; BECKER, B. K.; ALVES, D. S. (Org.). Dimensões humanas da biosfera-atmosfera na Amazônia. 1. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2007.

BECKER, B. K. Fronteira e urbanização repensadas. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v. 47, n. 3/4, p. 357-71, 1985.

BERNARDES, J. A. Novas fronteiras do capital no Cerrado: dinâmica e contradições da expansão do agronegócio na região Centro-Oeste, Brasil. Scripta Nova, Barcelona, v. XIX, n. 507, p. 1-28, 2015. Disponível em: http://revistes.ub.edu/index.php/ScriptaNova/article/view/15112. Acesso em: 28 mar. 2018.

CARMO, R. L.; DAGNINO, R. S.; CAPARROZ, M. B.; LOMBARDI, T. T. N. Agroindústria, grandes projetos de infraestrutura e redistribuição espacial da população: tendência populacionais recentes no Mato Grosso e Pará. Caderno de Estudos Sociais, Recife, PE, n. 27, n. 2, p. 58-90, jul./ago. 2012.

CLEARY, D. After the frontier: problems with political economy in the modern brazilian Amazon. Journal of Latin American Studies, Cambridge, v. 25, n. 2, p 331-49, 1993.

CUNHA, J. M. P. La Amazonia Legal y el cerrado en el contexto de la migración interna en el Brasil en el período 1995-2010. Notas de Población, Santiago, Chile, ano XL, n. 96, p. 171-203, 2013.

CUNHA, J. M. P. Dinâmica migratória e o processo de ocupação do Centro-Oeste brasileiro: o caso do Mato Grosso. Revista Brasileira de Estudos de População, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 88-107, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbepop/v23n1/v23n1a06. Acesso em: 16 nov. 2014.

D’ANTONA, A. O.; DAL GALLO, P. M. Urbanização, agronegócio e mudanças climáticas no Centro-Oeste. In: MARANDOLA JR, E.; D’ANTONA, A. O.; OJIMA, R. (Org.). População, ambiente e desenvolvimento: mudanças climáticas e urbanização no Centro-Oeste. 1. ed. Campinas, SP: Núcleo de Estudos de População - Nepo/Unicamp; Brasília: UNFPA, 2011.

DIEESE. O mercado de trabalho assalariado rural brasileiro. Estudos e Pesquisas, n. 74, 2014.

ELIAS, D. Globalização e fragmentação do espaço agrícola do Brasil. Scripta Nova: Revista electrónica de geografía y ciencias sociales, Barcelona, v. X, n. 218(3), p. 1-21, 2006.

ESPÍNDOLA, C. J. A internacionalização do agronegócio brasileiro de carnes: a trajetória da Brasil Foods. In: CONGRESO IBEROAMERICANO DE ESTUDIOS TERRITORIALES Y AMBIENTALES, 6. Anais [...]. São Paulo, 2014.

HARVEY, D. A condição pós-moderna. 25. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

IANNI, O. Ditadura e agricultura: o desenvolvimento do capitalismo na Amazônia, 1964-1978. 1. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

MARTINE, G. Ciclos e destinos da migração para áreas de fronteira na era moderna: uma visão geral. Brasília: Instituto SPN, 1992. (Documento de Trabalho, n. 12).

MARTINE, G. A trajetória da modernização agrícola: a quem beneficia? Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, n. 23, p. 7-36, mar. 1991.

MAZZALI, L. O processo recente de reorganização agroindustrial: do complexo à organização “em rede”. 1. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

 

 




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/inter.v0i0.1820

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)