Análise do desenvolvimento territorial: a contribuição da experiência Italiana

Elaine Carvalho de Lima, Calisto Rocha de Oliveira Neto

Resumo


O objetivo do presente artigo é realizar uma revisão da literatura sobre os distritos industriais e sua contribuição para a discussão do desenvolvimento territorial. Constata-se que a abordagem territorial tem ganhado importância na definição de políticas de desenvolvimento por se estabelecer no lócus de execução da política, o que permite o desenvolvimento de cooperação e complementaridade.

Palavras-chave


Terceira Itália; desenvolvimento territorial; capitalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, H. B. As novas configurações do Estado e da sociedade civil. In: Capacitação em Serviço Social e Política Social. Crise Contemporânea, Questão Social e Serviço Social. Brasília, DF: UnB, Centro de Educação Aberta, Continuada a Distância, 2000. Módulo 1, p. 35-44.

BAGNASCO, A. Desenvolvimento regional, sociedade local e economia difusa. In: COCCO, G.; URANI, A.; GALVÃO, A. P. (Org.). Empresários e empregos nos novos territórios produtivos: o caso da terceira Itália. Rio de Janeiro: DP&A Editores, 1999.

BECATTINI, G. Os distritos industriais na Itália. In: COCCO, G.; URANI, A.; GALVÃO, A. P. (Org.). Empresários e empregos nos novos territórios produtivos: o caso da terceira Itália. Rio de Janeiro: DP&A Editores, 1999.

BECATTINI, G. O Distrito Marshalliano. In: BENKO, G.; LIPIETZ, A. As regiões ganhadoras - distritos e redes: os novos paradigmas da geografia econômica. Tradução A. Gonçalves. Oeiras, Portugal: Celta, 1994.

BENKO, G.; LIPIETZ, A. (Org.). As regiões ganhadoras: distritos e redes: os novos paradigmas da geografia econômica. Oeiras, Portugal: Celt, 1994.

BENKO, G. Economia, espaço e globalização na aurora do século XXI. São Paulo: Hucitec, 2002.

BENKO, G. A recomposição dos espaços. Interações - Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo Grande, MS, v. 1, n. 2, p. 7-12, mar. 2001.

BENKO, G. A ciência regional. Oeiras, Portugal: Celta, 1999.

BREITBACH, A. C. M. Estudo sobre o conceito de região. Porto Alegre, RS: Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser, 1988.

CLARK, C. The conditions of economic progress. London: Macmillan, 1957.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CHRISTALLER, W. Central places in Southern Germany. New Jersey: Prentice-Hall, 1933.

DUAIBS, R. A economia italiana e o desenvolvimento dos distritos industriais. SINAIS, Vitória, ES, n. 20, p. 6-24, jul./dez. 2016.

ERBER, F. Eficiência coletiva em arranjos produtivos locais: comentando o conceito. Revista Nova Economia, Belo Horizonte, MG, v. 18, n. 1, p. 11-32, jan./abr. 2008.

FEITOSA, C. O. Aglomerações industriais como fator de desenvolvimento regional: um estudo de caso no Nordeste brasileiro. Malaga, Espanha: Eumed, 2009. v. 1, 63p.

HIRSCHMAN, A. O. Interregional and international transmission of economic growth. In: HIRSCHMAN, A. (Ed.). The strategy of economic development. New Haven: Hyatt Universit Press, 1958. p. 183-204.

HUMPHREY, J.; SCHMITZ, H. The triple C approach to local industrial policy. World Development, v. 24, n. 12, p. 1859-77, dez. 1996.

LAURELL, A. C. Estado y políticas sociales en el neoliberalismo. México, DF: Fundación F. Ebert, 1992.

LOSCH, A. The economics of location. New Haven: Yale University Press, 1940.

MARSHALL, A. Princípios de economia. São Paulo: Nova Cultural, 1890. v. 1.

MYRDAL, G. Teoria econômica e regiões subdesenvolvidas. 2. ed. Rio de Janeiro: Saga, 1968.

MARTINS, C. E. Da globalização da economia à falência da democracia. Economia e Sociedade; Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 1-23, jun. 1996.

OTTAVIANO, G. I. P.; THISSE J. F. New economic geography: what about the N? Environment and Planning A, v. 37, n. 10, p. 1707-25, 2004.

PIORE, M. J.; SABEL C. The second industrial divide. New York: Basic Books, 1984.

PORTER, M. Competição: estratégias competitivas essenciais. Rio de Janeiro: Elsevier/ Campus, 1999.

ROSTOW, W. W. Etapas do desenvolvimento econômico: (um manifesto não comunista). 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

SCHMITZ, H. On the clustering of small firms. IDS Bulletin, v. 23, n. 3, p. 64-6, jul. 1992.

SCHMITZ, H.; MUSYCK, B. Industrial districts in Europe: policy lessons for developing countries? University of Sussex, Institute of Developing Studies, Discussion Paper 324, abr. 1993.

SCHMITZ, H.; NADVI, K. Clustering and industrialization: introduction. World Development, v. 27, n. 9, p. 1503-14, 1999.

VERNON, R. International investment and international trade in the product cycle. The Quarterly Journal of Economics, v. 80, n. 2, p. 190-207, maio 1966.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/inter.v0i0.1796

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)