A espetacularização da natureza no Pantanal

Mara Aline Ribeiro

Resumo


No Brasil, o Pantanal localiza-se entre os Estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, estendendo-se para a Bolívia e o Paraguai. Desde os anos de 1970, a região vivencia transformações sociais, culturais, econômicas e destas com a natureza, promovidas pela pecuária e pelo turismo. O turismo participa do processo de mercantilização do Pantanal, espetacularizando a natureza. O objetivo deste artigo é compreender a espetacularização da natureza como um dos elementos que compõem as novas relações entre as gentes pantaneiras e a natureza.

Palavras-chave


natureza, espetáculo, gente, transformação, Pantanal.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei n. 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9605.htm>. Acesso em: 12 ago. 2017.

DEBORD, G. A sociedade do espetáculo. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

GASPAR, R. C. As fronteiras do possível: trabalho, lazer e civilização. São Paulo: Germinal, 2003.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. 2. ed. São Paulo: Annablume, 2006.

LUCHIARI, M. T. D. P. O lugar no mundo contemporâneo: turismo e organização em Ubatuba-SP. 1999. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, 1999.

PORTO GONÇALVES, C. W. Os (des)caminhos do meio ambiente. 2. ed. São Paulo: Contexto, 1990.

RIBEIRO, M. A. Entre cheias e vazantes: a produção de geografias no Pantanal. Campo Grande: Ed. UFMS, 2015.

SANTOS, M. Natureza do espaço. 4. ed., 5. reimpressão. São Paulo: EDUSP, 2009.

SMITH, N. Desenvolvimento desigual. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

SOUZA SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

THOMAS, K. O homem e o mundo natural. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/inter.v19i4.1714

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-042X (versão online)
ISSN 1518-7012 (versão impressa, até v. 16, n. 1, jan./jun. 2015)