Desenvolvimento local do Povoado de Melancias frente às transformações do Norte de Minas Gerais

Lucas Alves Prates, José de Arimatéia Dias Valadão

Resumo


Este trabalho discutiu o desenvolvimento local frente às proposições desenvolvimentistas modernas, especificamente na região do Norte de Minas Gerais. Teoricamente, foram feitas discussões acerca do conceito de desenvolvimento nos países periféricos e sua relação com o desenvolvimento local. Metodologicamente, foram usadas histórias orais. Os resultados mostram que o desenvolvimento da região impôs novas lógicas ao desenvolvimento local, apresentando, ao mesmo tempo, potencial de desenvolvimento endógeno frente às transformações ocorridas na região.

Palavras-chave


desenvolvimento; políticas públicas; desenvolvimento local; Norte de Minas.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRIGHI, G. A ilusão do desenvolvimento. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

ÁVILA, V. F. Realimentando a discursão sobre teoria do desenvolvimento local. Interações, Campo Grande, v. 8, n. 13, p. 133-40, set 2006.

______. Pressupostos para formação educacional e desenvolvimento local. Interações, Campo Grande, v .1, n. 1, p. 63-76, set. 2000.

COSTA, J. B. A. Cultura, natureza e populações tradicionais: o Norte de Minas como síntese da nação brasileira. Revista Verde Grande, Montes Claros, v. 1, n. 3, dez./fev. 2005.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CUNHA, M. G. C. Territorialidades sertanejas: permanência e transformações no espaço rural norte-mineiro. São Paulo: Intermeios, 2012.

______. Entre Cercas: permanências e transformações no espaço rural do sertão Norte Mineiro. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS, 16., Porto Alegre, RS, 25-31 jul. 2010. Anais... Porto Alegre, 2010.

FONSECA, G. S. Migrações na mesorregião do Norte de Minas/MG: análise do censo demográfico de 2010. Belo Horizonte. 2015. Tese (Doutorado em Geografia - Tratamento da Informação Espacial) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2015.

______. Espacialidades das migrações temporárias mirabelenses: implicações na territorialidade local. 2009. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), São Paulo, SP, 2009.

FRANÇA, I. S.; BARBOSA, R. S; SOARES, B. R. O sertão norte-mineiro e suas transformações recentes. Educare, Montes Claros, v. 2, p. 66-77, 2006.

FURTADO, C. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2009.

______. Em busca de novo modelo. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2002.

______. Reflexões sobre a cultura brasileira. In: Cultura e desenvolvimento em época de crise. Rio: Paz e Terra, 1984.

______. Mito do desenvolvimento econômico. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1974.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA (IDEB). Consulta IDEB, 2015. Disponível em: <http://idebescola.inep.gov.br/ideb/escola/dadosEscola/31084395>. Acesso em: 15 fev. 2018.

MOREIRA, H. F. Se for pra morrer de fome, eu prefiro morrer de tiro: o Norte de Minas e a formação de lideranças rurais. 2010. 129p. Dissertação (Mestrado de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2010.

MYRDAL, G. Teoria econômica e regiões subdesenvolvidas. 3. ed. Rio de Janeiro: Saga, 1972.

NURKSE, R. Problemas de formación de capital en los países insuficientemente desarrolados. México: Fondo de Cultura Económica, 1953.

OLIVEIRA, F. Aproximações ao enigma: o que quer dizer desenvolvimento local. São Paulo: Instituto Polis, Programa Gestão Pública e Cidadania/EAESP/FGV, 2001.

PREBISCH, R. Dinâmica do desenvolvimento latino-americano. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1968.

RAMOS, G. A modernização em nova perspectiva: em busca do modelo da possibilidade. In: HEIDEMANN, F. G.; SALM, J. F (Org.). Políticas públicas e desenvolvimento: bases epistemológicas e modelos de análise. Brasília: UNB, 2009. p. 41-78.

ROCHA, M. E. M. Celso Furtado e a formação da cultura brasileira. Eptic (UFS), v. 14, n. 1, [s.p.], jan./abr. 2012.

ROSTOW, W. W. Etapas do desenvolvimento econômico. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1964.

SCHUMACHER, E. F. O negócio é ser pequeno: um estudo de economia que leva em conta as pessoas. Rio de janeiro: Zahar, 1977.

SEN, A. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/inter.v19i2.1617

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)