Desenvolvimento local em territórios empobrecidos: possibilidades de inclusão social e produtiva de produtores rurais

Gabriel Medina, Evandro Novaes, Sônia Milagres Teixeira

Resumo


No artigo são exploradas as possibilidades de desenvolvimento dos territórios rurais brasileiros mais pobres. São analisadas as condições de vida dos agricultores locais entrevistados em 7.975 domicílios rurais de 37 territórios de todo o país. Enquanto cerca de 80% dos agricultores revelam ter ativos disponíveis para a produção agropecuária, apenas 20% têm boas condições de comercialização e acesso às políticas agrícolas.

Palavras-chave


agricultura familiar; pobreza rural; políticas agrícolas.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, R. Paradigmas do capitalismo agrário em questão. São Paulo: Hucitec, 1992.

ALVES, E.; ROCHA, D. Ganhar tempo é possível? In: GASQUES, J.; VIEIRA, A. (Ed.). A agricultura brasileira. Brasília: MDA, 2010.

BRASIL. Lei federal 11326/2006, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. 2006.

CASTRO, J. Geografia da fome – o dilema brasileiro: pão ou aço. São Paulo: Brasiliense, 1965. 332p.

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA (CEPEA). Perspectivas para o Agronegócio em 2015. Piracicaba: CEPEA, 2014. 5p.

DELGADO, N.; GRISA, C. Políticas de desenvolvimento territorial e pobreza rural no Brasil. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 22, n. 1, p. 132-163, 2014.

DEL GROSSI, M. Extrema pobreza rural do Brasil em 2010. Texto de trabalho preliminar para discussão interna no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e no Governo Federal, voltado ao público da extrema pobreza. MDA, Brasília, 2012 (mimeo)

ECHEVERRI, R. Identidade e território no Brasil. Brasília: IICA, 2009.

FERREIRA, D. Território, territorialidade e seus múltiplos enfoques na ciência geográfica. Campo-Território: revista de geografia agrária, v. 9, n. 17, p. 111-135, 2014.

FRANÇA, C. G.; DEL GROSSI, M. E.; MARQUES, V. A. O censo agropecuário 2006 e a agricultura familiar no Brasil. Brasília: MDA, 2009. 96p.

GRAZIANO DA SILVA, J. Quem precisa de uma estratégia de desenvolvimento. Textos para discussão.Nead, Campinas, SP, v. 2, p. 5-52, 2001.

GUILHOTO, J.; AZZONI, C.; SILVEIRA, F.; ICHIHARA, S.; DINIZ, B.; MOREIRA, G. PIB da agricultura familiar: Brasil-Estados. Brasília: MDA, 2007. 172 p.

HOFFMANN, R.; NEY, M. A recente queda da desigualdade de renda no Brasil: análise de dados da PNAD, do Censo Demográfico e das Contas Nacionais. Econômica, v. 10, n. 1, p. 7-39, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico 2010 (IBGE) – Domicílios particulares permanentes ocupados. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acessado em 21/12/2010.

______. Brasil em Síntese – Contas Nacionais – PIB per capita 2009/2015. Disponível em: <http://brasilemsintese.ibge.gov.br/contas-nacionais/pib-per-capita.html>. Acesso em: 10 out. 2016.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). PNAD 2014 – Breves análises. Brasília: IPEA, 2015. 49p.

KAMIMURA, A.; OLIVEIRA, A.; BURANI, G. A agricultura familiar no Brasil: um retrato do desequilíbrio regional. Interações, v. 11, n. 2, p. 217-223, jul./dez. 2010.

LEITE, S. P.; WESZ JÚNIOR, V. J. Um estudo sobre o financiamento da política de desenvolvimento territorial no meio rural brasileiro. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 50, n. 4, p. 645-666, out./dez. 2012.

MARTINS, J. S. O poder do atraso. Ensaios de sociologia da história lenta. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

MEDINA, G.; NOVAES, E. Percepção dos agricultores familiares brasileiros sobre suas condições de vida. Interações, Campo Grande, MS, v. 15, n. 2, p. 385-397, jul./dez. 2014.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO (MDA). Territórios da Cidadania. Disponível em: <http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/ceazinepdf/3638408.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2013.

NERI, M.; MELO, L.; MONTE, S. Superação da pobreza e a nova classe média no campo.  Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012. 312p.

NEY, M.; SOUZA, P.; PONCIANO, N. Desigualdade de renda e mudanças recentes na precariedade do emprego na agricultura, indústria e serviços. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 19, n. 2, p. 314-343, 2011.

POCHMANN, M.; AMORIM, R. Atlas da exclusão social no Brasil. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003. 221p.

SACHS, I. Brasil rural: da redescoberta à invenção. Estudos Avançados, v. 15, n. 43, p. 75-82, 2001.

SEN, A. Development as freedom. Oxford: Oxford University Press, 1999.

VAN DER PLOEG, J. D.; RENTING, H.; BRUNORI, G.; KNICKEL, K.; MANNINON, J.; MARSDEN, T.; VENTURA, F. Rural development: from practices and policies towards theory. Sociologia ruralis, v. 40, n. 4, p. 391-408, 2000.

VEIGA, J. O Brasil rural precisa de uma estratégia de desenvolvimento. Brasília: MDA/CNDRS/NEAD, 2001.

WALTER, M. I. Estimação do ICV em 37 territórios rurais. Brasília: IICA/MDA/SDT, 2011. 88p.

ZIMMERMANN, S.; GRISA, K.; TECCHIO, A.; LEITE, S.; BONNAL, P.; CAZELLA, A.; DELGADO, A.; MALUF, R.; MATTEI, L. Desenvolvimento territorial e políticas de enfrentamento da pobreza rural no Brasil. Campo-Território: revista de geografia agrária, v. 9, n. 17, p. 540-573, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/1984-042X-2017-v.18-n.1(03)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Indexada em:
 
 

ISSN 1984-042X (versão online)